Carta do Assentamento Terra vista à João “Putaria”.

Carta do Assentamento Terra vista à João “Putaria”.

Seu João,

O senhor partiu nesta manhã de terça, depois de 99 anos muito bem vividos. O Assentamento Terra Vista está triste com a sua passagem, mas essa não é uma carta de despedida. Escrevemos é para lembrar que o senhor, Seu João “Putaria”, vive!

O senhor se encantou com o Rio Aliança e aqui decidiu viver e lutar. De hoje em diante, o senhor estará vivo em cada árvore que plantou, em cada roça que abriu e cuidou. Sentir a correnteza do rio e da luta pela terra é também estar com o senhor.

Lembra quando um grupo de crianças, incluindo seu neto, visitou o senhor para conhecer melhor as experiências de vida dos mais velhos do assentamento? O senhor mencionou que gostava de ouvir música boa, contar histórias e assistir os jogos do flamengo. Daqui pra frente, o senhor estará vivo também nas histórias e nas canções que nos ensinou, mesmo quando o flamengo não for nosso time do coração.

O senhor deixou um legado na história do MST e desse assentamento. Aqui o senhor criou seus oito filhos e filhas, viu nascer e crescer seus netos. Agora, está deixando a comunidade para seguir sua missão em outro plano espiritual. Não diremos “adeus”, mas diremos “Seu João, presente! ”. O senhor continuará na memória dessa terra e de cada um de nós, com seu sorriso contagiante, cantando e contando suas resenhas. Seguiremos do lado de cá transmitindo a alegria que foi sua maior herança.

Até Sempre…

Carta do Assentamento Terra vista à João “Putaria”.