Categoria: Diários da Pandemia

Diários da Pandemia #18: MST Assentamento Terra Prometida (RJ)

A luta popular por terra, liberdade, saúde e alimentação saudável na Baixada Fluminense (RJ). Graças a Deus, o coronavírus não foi lá para o Assentamento. Não teve caso nenhum. Teve um caso suspeito, mas o teste foi negativo. Nós nos cuidamos. Sempre conversando e conscientizando as pessoas, para não se contaminarem e não contaminar os outros. Trabalhamos o Terra Prometida toda. Não só lá, mas em várias favelinhas ali por perto. Articulamos cestas para entrega, dentro e fora do Terra Prometida. Ficamos na função da entrega dos nossos alimentos naturais para

Continue Lendo

Diários da Pandemia #17: nossos caros amigos (vídeo)

preciso escrever a vocês, caros amigos. não através de alguma mensagem instantânea, pois esta logo postada é diluída de imediato no oceano anônimo do Big Data. escrevo como um marinheiro que em meio ao naufrágio global foi acolhido numa ilha desconhecida, de onde atira ao mar uma mensagem, para ela flutuar dentro de uma garrafa em direção ao seu destino. neste momento de pandemia, a morte se aproximou de todos nós. postando-se a um palmo de nosso nariz, nos encara fixamente nos olhos. e diz: “- aqui estou. mas ainda

Continue Lendo

Diários da Pandemia #16: com Adelaide, a Universidade se abraça à Comunidade

O brincar na favela da Maré, jogo de vida e resistência em território conflagrado. A “Batalha da Rima” é também uma construção de solução. A sorte numa Sexta-Feira 13 Eu me chamo Adelaide. Sou psicóloga e pesquisadora da infância. Faço parte de um grupo de pesquisa que discute a questão da descolonização epistemológica. De pensar a infância a partir da criança real e não da criança idealizada, de acordo com os moldes da elite. No começo de março deste ano defendi minha tese de doutorado dentro da Comunidade da Maré

Continue Lendo

Diários da Pandemia #15: Greve dos Correios

Em plena pandemia, os trabalhadores dos Correios lutam contra a privatização da empresa, por seus empregos e também pela soberania do Brasil.

Continue Lendo

Diários da Pandemia #14: Vivian Fraga e a luta pela Floresta do Camboatá (RJ)

A luta pela Floresta do Camboatá (RJ) sob a perspectiva dos Povos Originários e dos Povos de Matriz Africana. A Floresta do Camboatá A Floresta do Camboatá é uma remanescente da Mata Atlântica em áreas planas e baixas. Todo o resto de Mata Atlântica que temos hoje se encontra em áreas montanhosas. As outras áreas de florestas remanescentes não apresentam a mesma diversidade, de fauna e de flora. Isto já comprovado em estudos do Jardim Botânico (RJ) e UFRJ. Trata-se de uma floresta no meio de um centro urbano, numa

Continue Lendo

Diários da Pandemia #13: Vila São João – São João de Meriti (RJ)

Solidariedade e organização popular na luta pela saúde na Baixada Fluminense (RJ): só o Povo ajuda o Povo. Eu sou a Ilsimar de Jesus. Faço parte da Rede de Mães e Familiares Vítimas de Violência da Baixada Fluminense. Sou uma das lideranças comunitárias de São João de Meriti. Durante este período de quarentena e enfrentamento da COVID-19, desde abril até os dias atuais, tem sido muito difícil, a tarefa não é fácil. A Rede de Mães arregaçou as mangas, para junto com outras organizações e lideranças de territórios unir forças

Continue Lendo

Diários da Pandemia #12: Frente CDD – Cidade de Deus (RJ)

Na Cidade de Deus (RJ) encurralada entre a COVID, a fome e a PM genocida, a Frente CDD dá exemplo da juventude que luta! 20/05/2020 “Eles são genocidas e nós somos alvos do Estado! Nós é preto! Você acabou de distribuir 200 cestas básicas, eu não vou te perder mano!” Hoje estivemos no Pantanal para entregar 200 cestas básicas e ao final começou uma operação da polícia, 19:00 da noite, muitas pessoas ainda nas ruas e nos vimos em meio ao tiroteio! Buscamos abrigo em casas de moradores que nos

Continue Lendo

Diários da Pandemia #11: Movimento Unido dos Camelôs – MUCA (RJ)

Solidariedade e luta contra a violência do Estado: o percurso do movimento dos camelôs do Rio neste tempo de pandemia. Este período da pandemia começou no dia 16/03, o último dia que eu montei minha barraca rua. Num primeiro momento fizemos uma vaquinha virtual, nossa meta seria R$ 25 mil. Em apenas uma semana conseguimos R$ 28 mil. Foram distribuídos R$ 250 para 100 pessoas. Tivemos também um financiamento do Fórum Nacional de Reforma Urbana no valor de R$ 6.400, com os quais foram compradas 64 cestas básicas. Participamos de

Continue Lendo

Diários da Pandemia #10: na linha de frente – Alto Xingu

A medicina do homem branco e o saber ancestral dos Povos Originários de mãos dadas na luta contra a COVID-19. Hoje eu presenciei meu primeiro óbito por covid. Seu Ogopa, um pajé de 79 anos. Fui para o Kuluene de avião, pois ele havia piorado. Estava saturando a 60%, cansado. Quando cheguei ele estava no oxigênio, mantendo saturação entre 60 e 70, apesar do tratamento contínuo. Os pajés trabalhavam, a família fazia de tudo. Carinho, comida, cuidados. Seus filhos e netos estavam muito abalados, chorando. Entendiam que ele não deveria

Continue Lendo

Diários da Pandemia #9: Wesley Teixeira – Movimenta Caxias (RJ)

Em Duque de Caxias (RJ),  a organização popular autônoma  na luta pela saúde e por melhores condições de vida. O Movimenta Caxias já existe desde 2017. Começamos pensando sobre o momento atual, discutindo de forma coletiva, pensando em como aquecer as lutas e intervir no mundo virtual e real. Foi uma articulação de pessoas que não estavam ligadas a política tradicional da cidade. Cidadãos e cidadãs que queriam pensar uma cidade para se viver e não uma cidade voltada para o lucro. Duque de Caxias é uma cidade rica com

Continue Lendo